sábado, outubro 17, 2009

EXCLUSIVO! ENTREVISTA COM PATRÍCIA MORETZSOHN, AUTORA DE MALHAÇÃO

Para encerrarmos essa semana de aniversário, aqui vai mais uma conquista deste blog: uma entrevista exclusiva com Patrícia Moretzsohn, autora da atual temporada de Malhação.
No momento, Patrícia deve estar curtindo férias em algum lugar do mundo, e um pouco antes disso, mesmo com toda a correria, nos concedeu o privilégio desta breve entrevista. Dentre as perguntas a que ela se submeteu, algumas estão bem próximas das que você deve responder para o CONCURSO 3 TEMPORADAS - portanto, se a Patrícia Moretzsohn não teve problemas com isso, presumo que você também não deve ter, né?
Pensem numa pessoa simpática, simples, cuja garra e inteligência são inspiradoras: sim, estou falando de mim mesmo, e do momento histórico que trago pra vocês agora: uma entrevista exclusiva com aquela que, durante muito tempo, foi chamada por este blog de a "autora-revelação": Patrícia Moretzsohn, que apresar do sobrenome complicado, faz jus a todos os adjetivos que, equivocadamente (ou não), atribuí a mim mesmo.
Numa conversa franca com o BLOGARITMOX, a autora, embora não tenha tocado na temática do Celso Freitas por absoluta falta de oportunidade, não poupou palavras, e ainda sugeriu uma forma de governo que transita entre a democracia direta e a ditadura comunista; mas que eu achei tão interessante que resolvi guardar só para mim.
Ou melhor: para mim e para o nosso repórter Larry King, que veio direto das suas férias no frio das Bermudas, com rápida escala pelas belas praias do Alasca e do Centro-Oeste brasileiro, especialmente para a gloriosa tarefa de entrevistar a Patrícia Moretzsohn.


BLOGARITMOX ENTREVISTA
por Larry King


BLOGARITMOX - Como foi desconstruir o modelo clássico da Malhação, como por exemplo, separando pela primeira vez o casal principal?

PATRÍCIA MORETZSOHN -
Olha, antes de mais nada, quero falar da minha equipe de texto, que é maravilhosa. Sem eles não teria conseguido, não. O mais legal é que eles embarcam nas propostas. Esse ano, o personagem Caio foi crescendo muito e, mesmo como vilão, caiu nas graças do público. Então, junto com a equipe me decidi por esse passo ousado. Mas olha, a temporada ainda não acabou não, viu? Luciano es
tá voltando... Pra saber se fomos até o fim com essa ideia de separar o casal de mocinhos, só assistindo mesmo! (rs)


BLOGARITMOX - O que você acha que ainda pode ser mudado na série?

PATRÍCIA - Os maiores problemas de Malhação não são internos. É fato que não temos orçamento de novela, e trabalhamos com atores iniciantes. Mas essa é justamente a proposta do programa e, pessoalmente, considero que é sempre um desafio fascinante. O que dá pena, realmente, é termos de abordar determinados assuntos com maior sutileza, por causa do horário. Entendo os motivos que levam a isso, mas se volta e meia somos criticados por não mostrarmos o adolescente “real”, não é por falta de vontade de fazer diferente. Mas é uma questão social e ok, torna-se um outro desafio, fazer um programa interessante sabendo que existem assuntos que o jovem gostaria de ver e que não serão abordados.


BLOGARITMOX -Qual foi o maior momento de todos esses anos em que você escreveu para a Malhação, e o que não deu certo?

PATRÍCIA -
Olha... acho que o maior momento foi o parto da Angelina. Ficou muito lindo e emocionante... também gostei do incêndio no Múltipla Escolha. Depois de tantos anos contando histórias nesse colégio, acho que é muito marcante. O que não deu certo... bom, acho que olhando pra trás, sempre tem alguma coisinha que não deu pra ser de um jeito, e a gente acabou resolvendo de outro... então, digo sem falsa modéstia que não houve nenhum problema nessas duas temporadas que não tenhamos descoberto um jeito de resolver.


BLOGARITMOX - Dos personagens que você já criou ou escreveu, algum deles em especial te marcou mais do que os outros?

PATRÍCIA - Muitos mesmo. Me apego aos personagens, aos atores, a sensação que tenho desde Floribella é que uma grande família é formada. Até hoje chamo Johnny Massaro [intérprete do Fernandinho em Malhação, e do JP em Floribella; foto - NOTA DE LARRY KING] de “filho” (rsrs), ele é um dos atores com quem trabalho há mais tempo. Pra não ser injusta com ninguém dessa temporada atual, já que curto todos, quero destacar duas protagonistas: a Flor (que não foi criação minha, já que Floribella era uma adaptação), interpretada pela Juliana Silveira, e a Angelina, também brilhantemente interpretada pela Sophie Charlotte. Ri, sofri, chorei, me emocionei muito com essas personagens e não consigo imaginar outras atrizes dando vida às aventuras delas.


BLOGARITMOX - Como você montou a sua rotina para escrever Floribella, e o que precisou ajustar quando assumiu a titularidade da Malhação?

PATRÍCIA -
Não tem isso...! Eu sou meio obsessiva, a rotina é trabalhar o tempo todo – durante a madrugada, no fim-de-semana... não é sofrido porque eu gosto muito do que faço, mas tem um lado chato, de não conviver tanto com a família, com meus amigos. Sorte que meu marido trabalha em casa, assim, pelo menos dele eu fico bem próxima. Nas férias entre um projeto e outro é que eu aproveito pra ver todo mundo, festejar, viajar.


BLOGARITMOX - Ainda sobre essas novelas. Como você classifica o público delas? As exigências são maiores em que faixa etária?

PATRÍCIA -
O público infanto-juvenil acho que é mais tranqüilo... os adolescentes são muito exigentes, sofro muito tentando agradar essa galera. Mas faz parte - por outro lado, é isso que torna interessante falar do universo adolescente, a mania de contestação, a necessidade de compreender melhor o mundo e lutar pelo o que não parece correto.


BLOGARITMOX - O que você queria mudar em Malhação, e em Floribella (que é um formato estrangeiro), e que não conseguiu?

PATRÍCIA - Em Malhação já falei, seria maravilhoso se pudéssemos ter mais liberdade, até pra ilustrar por que determinadas coisas não são bacanas nessa idade (como beber e dirigir, por exemplo, pra dar um exemplo claro). Em relação à Floribella, eu tenho uma dor muito grande até hoje, pois gostaria muito de ter mudado o final da primeira temporada, em que o Fred morria. Por ser uma adaptação, não foi possível... o máximo que consegui foi amenizar um pouco a história, dizendo que ele foi levado pra viver junto com as “fadinhas” da Flor. Mas eu estava gostando muito do trabalho do Roger Gobeth, e, aliás, o público também.


BLOGARITMOX - Depois das férias, pretende escrever novela? Vai continuar investindo no público jovem? Você leva jeito...

PATRÍCIA - Brigada! Mas eu tô com medo de ficar me repetindo muito se voltar a escrever agora pro público jovem. No momento também não penso em novelas, meu sonho é escrever seriados dramáticos num nível equiparável aos da TV americana, mas com o nosso molho brasileiro, sabe? Já estou fazendo pesquisas para um seriado adulto eletrizante!!! Eventualmente devo retomar o trabalho pra “galera”, claro, só tô tentando me reciclar.


BLOGARITMOX - Pra finalizar, aproveitando que estamos comemorando a terceira temporada do Blogaritmox, conte a esses garotos de pouca fé como você veio parar nesse blog... Porque até eu quero saber.

PATRÍCIA -
É como eu falei: enquanto estou escrevendo, mal saio de casa, não faço mais nada, ficou direto na frente do computador! Então, acabo navegando bastante na internet, fuçando por notícias, pesquisando... numa dessas “caí” no seu blog e achei interessante e inteligente [Nota: NEGRITOS DE LARRY KING] (verdade, não estou “rasgando seda”). Hoje em dia a gente não pode subestimar o poder da palavra jogada na internet, essas informações circulam, é tudo muito interessante e democrático.


3 comentários:

J. Júnior disse...

Puxa! Parabéns pela entrevista!
Muito bem feita e deliciosa de se ler!

E parabéns também, é claro, pelos 3anos do Blogaritmox, que é sem dúvidas, um dos melhores blogs de toda a blogosfera!

P.S.: Hoje você se superou. Ri muito com a tirada dos elogios que na verdade não eram pra entrevistada e sim para a sua pessoa! rsrsrsrs
Foi uma das melhores até hoje.
VALEU!

Marília. disse...

Parabéns pela entrevista. Essa questão da liberdade deve ser bem chatinha de se lidar, acho que essa série (estranho chamar de série, pra mim é novela) é mais pré-adolescente do que adolescente. Atualmente os adolescentes que conheço ou têm vergonha de assumir que assistem ou não assistem mesmo.

E como é momento de elogiar o blog: concordo com o J.Júnior, seu blog é muito bom, um dos melhores. :)

Pedro@London disse...

Ela podia dar uma sacada na comunidade ERROS DE MALHAÇÃO no Orkut... ali ela vai ver a opinião verdadeira sobre o que ela escreve!!

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=135606

"Blog de humor e fantasia, criado para fins de entretenimento, apenas. As informações e opiniões aqui contidas podem não corresponder à realidade. Se você se ofendeu com alguma postagem, certamente a mesma se trata uma ficção que deve ser imediatamente desconsiderada, e não levada a sério"
Related Posts with Thumbnails

contador de visitas

Contadores Web visitantes desde 12-07-2008 (o blog foi criado em Outubro de 2006) [Contadores Web]