terça-feira, novembro 29, 2011

"Marimar" expõe a ferida aberta das tardes na TV e pode ajudar o SBT a salvar essa faixa


E eis que Marimar tem feito mais sucesso do que o próprio SBT esperava. A Record já não aparece no retrovisor da reprise mexicana, e a briga agora é com a Globo -- e não pense que está sendo fácil para a emissora carioca segurar o furacão Thalia com sua trama surrada, mas (a quem eu quero enganar?) apaixonante. 

Várias capitais já se renderam a Marimar: Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte... Só pra citar algumas. E em São Paulo, a praça que realmente interessa, os números também impressionam: em determinados momentos, a novela atinge a liderança.

O desempenho do folhetim mexicano expõe mais uma vez a delicada situação em que se encontra a televisão brasileira. Particularmente a faixa da tarde, que é onde esta postagem concentra os seus esforços. Trata-se de um daqueles momentos em que o telespectador dá o troco (não sei dizer se o faz voluntariamente ou não) nesse descaso com que as emissoras tratam a sua faixa vespertina.

Analisemos os principais concorrentes de Marimar. A começar por Marcas da Vida: A Record poderia investir em mil coisas, mas escolheu esse docudrama tosco comprado da Fremantle. É de uma tosqueira tamanha que nem esta, que é a sua característica primordial, desperta a atenção em quem busca por entretenimento no horário. 

Vamos cortar caminho para a Sessão da Tarde, eterno tumor na grade global, e principal concorrente da novela. A seu favor, a sessão de filmes tem em seu acervo clássicos que até valem ser vistos uma vez por ano, como Ghost e A Lagoa Azul (tem quem goste!). Se a exibição desses filmes fosse intercalada com blockbusters mais recentes, sucessos de bilheteria, tudo bem. Mas a Globo, que tem diversos títulos à sua disposição, insiste em telefilmes trash, sem falar nos longas estrelados pela bicharada.

Se a Globo insiste nesse formato para a Sessão da Tarde, é porque sabe que as pessoas assistem. E é nessa falta de exigência que o SBT deve entrar. Marimar não tem nem poderia ter a mesma durabilidade de uma sessão de filmes. O que a emissora paulista deve fazer é escolher bem as suas substitutas e garantir a estabilidade. As substitutas são previsíveis: Maria do Bairro e A Usurpadora, talvez nesta ordem. Assim fica fácil, mas e depois? Outras reprises podem garantir que o SBT continue incomodando a Globo por um ano, ou até mais. São elas: A Feia mais Bela e Rebelde, com uma vantagem que não tiveram em suas exibições originais: um horário fixo.

Nesse ínterim, a Globo pode vir a contra-atacar com os óptimos filmes que têm, mas aí o telespectador vai ter que demonstrar inteligência: porque se a Globo começar a vencer, os filmes de macacos e cachorros vão voltar uma hora ou outra. Nesse caso, melhor ficar com as mexicanas.

3 comentários:

Britto disse...

Hehe, de vez em quando tento chegar mais cedo em casa só pra ver Marimar!

@gwtto disse...

É no mínimo curioso o apelo que essas novelas mexicanas possuem. A gente sabe que são uma tosqueira só, mas não resiste. Confesso que dou uma espiada vez ou outra, hehehe... Eu colocaria Rubi e Luz Clarita (não entendo como nunca reprisaram essa delicinha de novela, rs) também entre as eventuais substitutas de Marimar.

alan raspante disse...

Venho acompanhando todo santo dia. Ai que novela mais deliciosa, rs

Mas sabe de uma coisa? Estou impressionado com os acontecimentos da novela... Ao menos até agora, a novela não teve barriga. E olha que a história é aquela coisa beeem simples...

Esses dias eu vi trechos desta Marcas da Vida e achei risível o fato deles colocarem o próprio ator comentando o caso como se o mesmo estivesse passando pelo problema realmente, rs

"Blog de humor e fantasia, criado para fins de entretenimento, apenas. As informações e opiniões aqui contidas podem não corresponder à realidade. Se você se ofendeu com alguma postagem, certamente a mesma se trata uma ficção que deve ser imediatamente desconsiderada, e não levada a sério"
Related Posts with Thumbnails

contador de visitas

Contadores Web visitantes desde 12-07-2008 (o blog foi criado em Outubro de 2006) [Contadores Web]